daemon(3) Library Functions Manual daemon(3)

daemon - rodar no background

Biblioteca C Padrão (libc, -lc)

#include <unistd.h>
int daemon(int nochdir, int noclose);
Requisitos de macro de teste de recursos para o glibc (consulte feature_test_macros(7)):

daemon():


Desde o glibc 2.21:
_DEFAULT_SOURCE
No glibc 2.19 e 2.20:
_DEFAULT_SOURCE || (_XOPEN_SOURCE && _XOPEN_SOURCE < 500)
Até e incluindo o glibc 2.19:
_BSD_SOURCE || (_XOPEN_SOURCE && _XOPEN_SOURCE < 500)

A função daemon() serve para desvincular o programa do terminal controlador e fazê-lo ser executado em segundo plano como um daemon.

Se nochdir for zero, daemon() muda o diretório de trabalho atual do processo para o diretório raiz ("/"); caso contrário, o diretório de trabalho atual permanecerá inalterado.

Se noclose for zero, daemon() redireciona a entrada padrão, a saída padrão e o erro padrão para /dev/null; caso contrário, nenhuma alteração será feita nesses descritores de arquivo.

(Essa função se bifurca e, se fork(2) for bem-sucedido, o pai chama _exit(2), para que erros adicionais sejam vistos apenas pelo filho.) Em caso de sucesso, daemon() retorna zero. Se ocorrer um erro, daemon() retorna -1 e define errno para qualquer um dos erros especificados para fork(2) e setsid(2).

Para uma explicação dos termos usados nesta seção, consulte attributes(7).

Interface Atributo Valor
daemon() Thread safety MT-Safe

Uma função semelhante aparece nos BSDs.

A implementação da glibc também pode retornar -1 quando /dev/null existe, mas não é um dispositivo de caracteres com os números maiores e menores esperados. Neste caso, errno não precisa ser definido.

Nenhum.

4.4BSD.

A implementação da biblioteca GNU C desta função foi retirada do BSD e não emprega a técnica de bifurcação dupla (ou seja, fork(2), setsid(2), fork(2)) que é necessário para garantir que o processo daemon resultante não seja um líder de sessão. Em vez disso, o daemon resultante é um líder de sessão. Em sistemas que seguem a semântica do System V (por exemplo, Linux), isso significa que se o daemon abrir um terminal que ainda não seja um terminal de controle para outra sessão, então esse terminal se tornará inadvertidamente o terminal de controle do daemon.

fork(2), setsid(2), daemon(7), logrotate(8)

A tradução para português brasileiro desta página man foi criada por Paulo César Mendes <drpc@ism.com.br>, André Luiz Fassone <lonely_wolf@ig.com.br> e Rafael Fontenelle <rafaelff@gnome.org>.

Esta tradução é uma documentação livre; leia a Licença Pública Geral GNU Versão 3 ou posterior para as condições de direitos autorais. Nenhuma responsabilidade é aceita.

Se você encontrar algum erro na tradução desta página de manual, envie um e-mail para a lista de discussão de tradutores.

20 julho 2023 Linux man-pages 6.05.01