INSTALL(1) Comandos de usuário INSTALL(1)

install - copia arquivos e define atributos

install [OPÇÃO]... [-T] ORIGEM DESTINO
install [OPÇÃO]... ORIGEM... DIRETÓRIO
install [OPÇÃO]... -t DIRETÓRIO ORIGEM...
install [OPÇÃO]... -d DIRETÓRIO...

Este programa de instalação copia arquivos (geralmente recém-compilados) para localizações de destino que você escolher. Se você deseja baixar e instalar um pacote pronto-para-uso em um sistema GNU/Linux, você deve usar um gerenciador de pacotes como yum(1) ou apt-get(1).

Na três primeiras formas, copia ORIGEM para DESTINO ou múltiplas ORIGEM para o DIRETÓRIO existente, enquanto define os modos de permissão e dono/grupo. Na quarta forma, cria todos os componentes do(s) DIRETÓRIO(s) fornecido(s).

Argumentos obrigatórios para opções longas também o são para opções curtas.

faz uma cópia de segurança de cada arquivo de destino já existente
como --backup, mas não aceita argumentos
(ignorado)
compara o conteúdo de arquivos arquivos origem e de destino e se não houver modificação no conteúdo, dono e permissões, não modifica o destino
trata todos os argumentos como nomes de diretórios; cria todos os componentes dos diretórios especificados
cria todos os componentes iniciais de DESTINO, exceto o último, ou todos os componentes de --target-directory; e então, copia ORIGEM para DESTINO
define o grupo, em vez de usar o grupo atual do processo
define o modo de permissões (como em chmod), em vez de rwxr-xr-x
define o dono (somente para superusuário)
aplica os horários de acesso e modificação dos arquivos de ORIGEM aos arquivos de destino correspondentes
retira as tabelas de símbolos
programa usado para retirar símbolos
sobrescreve o sufixo comum de cópia de segurança
copia todos os argumentos da ORIGEM para o DIRETÓRIO
trata DESTINO como um arquivo normal
emite o nome de cada diretório à medida que é criado
preserva o contexto de segurança SELinux
define o contexto de segurança SELinux do arquivo de destino e cada diretório criado ao tipo padrão
como -Z ou, se CTX for especificado, define o contexto de segurança SELinux ou SMACK como CTX
mostra esta ajuda e sai
informa a versão e sai

O sufixo de cópia de segurança é "~", a não ser que esteja definido --suffix ou SIMPLE_BACKUP_SUFFIX. O método de controle de versão pode ser definido com --backup ou a variável de ambiente VERSION_CONTROL. Os valores possíveis são:

nunca faz cópias de segurança (mesmo se --backup for especificado)
faz cópias de segurança numeradas
numeradas se já existirem cópias de segurança numeradas, simples em caso contrário
sempre faz cópias de segurança simples

Escrito por David MacKenzie.

Página de ajuda do GNU coreutils: https://www.gnu.org/software/coreutils/
Relate erros de tradução para https://translationproject.org/team/pt_BR.html.

Copyright © 2022 Free Software Foundation, Inc. Licença GPLv3+: GNU GPL versão 3 ou posterior https://gnu.org/licenses/gpl.html.
Este é um software livre: você é livre para alterá-lo e redistribuí-lo. NÃO HÁ QUALQUER GARANTIA, na máxima extensão permitida em lei.

Documentação completa: https://www.gnu.org/software/coreutils/
ou disponível localmente via: info '(coreutils) install invocation'

A tradução para português brasileiro desta página man foi criada por André Luiz Fassone <lonely_wolf@ig.com.br>, Ricardo C.O.Freitas <english.quest@best-service.com> e Rafael Fontenelle <rafaelff@gnome.org>.

Esta tradução é uma documentação livre; leia a Licença Pública Geral GNU Versão 3 ou posterior para as condições de direitos autorais. Nenhuma responsabilidade é aceita.

Se você encontrar algum erro na tradução desta página de manual, envie um e-mail para a lista de discussão de tradutores.

Novembro de 2022 GNU coreutils 9.1